Notícias e Publicações
2018/07/08
Publicações Económicas

Corrida pela quota de mercado em África: países europeus estão a ganhar terreno, aproveitando o afastamento das empresas francesas

Corrida pela quota de mercado em África: países europeus estão a ganhar terreno, aproveitando o afastamento das empresas francesas

Em Dezembro de 2013, realizou-se em Paris o Fórum Novas Parcerias Económicas, com o objectivo de reavivar o comércio entre França e África. No encerramento do Fórum, o então Presidente François Hollande anunciou o objectivo ambicioso de duplicar o comércio entre França e África ao longo de cinco anos.

 

Alguns meses mais tarde, a queda nos preços do petróleo extinguiu a esperança de atingir este objectivo e reduziu o montante total do comércio (soma de importações e exportações) entre as duas regiões de 73 mil milhões de Dólares Americanos em 2013 para 54 mil milhões de Dólares Americanos no ano passado.

 

Em 2017, a França também perdeu o seu estatuto de principal fornecedor de África para a Alemanha.

 

Esta constatação simboliza a contínua erosão da quota de mercado das empresas Francesas em África: as exportações contabilizavam quase 11% do seu escoamento para África no início do milénio, mas reduziu para metada em 2017 (5,5%). Neste estudo, a análise dos fluxos comerciais por sector revela que a perda da influência Francesa não é devido à China: outros países emergentes, bem como alguns países Europeus, estão a penetrar no mercado Africano. Se o lento desempenho das exportações Francesas – em particular em áreas importantes, tais como o sector automóvel, farmacêutico e bens de capital – não é específico dos negócios com África, a perda acentuada de quota de mercado é alarmante. Apesar da actividade económica em muitos países de África estar a recuperar do impacto do choque externo de 2016, este estudo foca-se na identificação de mercado onde o potencial comercial pode vir a ser explorado. Adicionalmente aos mercados da África Oriental e Austral, com os quais o fluxo comercial está relativamente fraco, a nossa análise, baseada num modelo de gravidade, também revela que o resultado das exportações Francesas relativas à Argélia e Marrocos está bem abaixo do potencial de cada um dos países.

Transferir esta publicação : Corrida pela quota de mercado em África: países europeus estão a ga... (2,46 MB)

Contacto


Para mais informações:

Cláudia MOUSINHO
Tel. (+351) 211 545 408
Mail claudia.mousinho@coface.com 

Consulte também


Início
  • Portugese