Notícias e Publicações

Novidades

2021/27/07
Risco País e Estudos Económicos

Todas as Notícias

2020/02/11
Institucionais

Resultados financeiros do Terceiro Trimestre de 2020: Balanço sólido e KPIs operacionais positivos

A Coface registou vendas consolidadas de 1.082,4 milhões de euros durante os primeiros nove meses do ano, uma redução de -0,9% em câmbio e perímetro constantes em relação a setembro de 2019. As taxas de retenção de clientes são elevadas na maioria das regiões e atingiram um novo nível recorde de 92,7% para o Grupo. Os novos negócios situaram-se nos 114 milhões de euros, um aumento de 18 milhões de euros em comparação com os 9M-2019.

Ler Mais
2020/21/10
Risco País e Estudos Económicos

COVID-19, um catalisador de riscos políticos - Barómetro Coface - Terceiro Trimestre 2020

A atualização anual do Índice de Risco Político da Coface, publicado no Barómetro Coface relativo ao Terceiro Trimestre do ano, destaca uma dupla tendência: por um lado, uma diminuição do risco de conflito a nível global, mas, por outro, um aumento do risco de fragilidade política e social. Esta última é agravada nos países mais expostos à pandemia do coronavírus.

Ler Mais
2020/30/09
Risco País e Estudos Económicos

As empresas alemãs mudaram para o "modo crise" e reduziram as condições de pagamento

As empresas alemãs pretendem receber o mais cedo possível, de acordo com a quarta edição do estudo da Coface sobre a experiência de pagamentos das empresas na Alemanha, realizado entre os meses de julho e agosto de 2020, com 753 empresas participantes localizadas na Alemanha.

Ler Mais
2020/29/09
Risco País e Estudos Económicos

Irá a Europa continuar a ser uma potência de energias renováveis após a pandemia?

As energias renováveis desenvolveram-se rapidamente nos últimos 20 anos, particularmente na produção de energia, ganhando cada vez mais quota de mercado face às fontes de energia tradicionais como o carvão, o petróleo e a nuclear. A crise da COVID-19 teve um impacto significativo neste segmento do sector energético, uma vez que a pandemia alterou as cadeias de abastecimento e a disponibilidade de mão-de-obra. O acesso ao financiamento também foi duramente atingido. Estas tendências recentes afetaram projetos que já tinham sido aprovados, bem como outros projetos em fase de preparação.

Ler Mais
2020/14/09
Risco País e Estudos Económicos

Verão ameno...Inverno glaciar?

Este Verão deixou-nos algumas razões para sermos cautelosamente otimistas em relação ao Sul da Europa. Graças a uma combinação de procura reprimida e políticas económicas arrojadas (monetárias e fiscais, nacionais e europeias), a economia parece estar a mostrar uma recuperação mais forte do que o esperado no terceiro trimestre.

Ler Mais
2020/27/07
Risco País e Estudos Económicos

Estados Unidos da América: Insolvência de empresas a duas velocidades

À medida que a pandemia da COVID-19 atinge os Estados Unidos com muita intensidade, a Coface prevê no seu cenário de base que o PIB do país irá contrair 5,6% em 2020, antes de recuperar 3,3% em 2021. Esta previsão está, no entanto, ameaçada pelo ressurgimento da epidemia em vários Estados, que já estão a fazer uma pausa ou mesmo a inverter o retorno da actividade após o prolongado encerramento em Abril.

Ler Mais
2020/16/07
Risco País e Estudos Económicos

Estarão os balanços das empresas em Espanha e Itália preparados para o choque da COVID-19?

De acordo com as previsões da Coface, Espanha e Itália estarão entre as economias mais afetadas pelo COVID-19, com contração de 12,8% e 13,6%, respectivamente, em 2020. Prevê-se que as insolvências corporativas aumentem 22% na Espanha e 37% na Itália até 2021, em relação aos níveis de 2019. Para 2021, a Coface prevê que o PIB da Espanha e da Itália recupere 10,2% e 8,9%, deixando as economias 3,9% e 5,9% abaixo dos níveis de 2019.

Ler Mais
2020/15/06
Institucionais

Coface fecha acordo com o Estado para apoiar exportações

Coface é uma das seguradoras de crédito subscritoras do acordo com o Estado português que irá garantir uma linha de apoio às exportações para os países da OCDE.

Ler Mais
2020/29/05
Risco País e Estudos Económicos

Fundo de recuperação Macron-Merkel

Quando a proposta franco-alemã de um fundo de recuperação de 500 mil milhões de euros foi anunciada na semana passada, muitos celebraram este momento como o momento em que os Chefes de Estado aceitaram finalmente que o BCE não pode fazer todo o trabalho pesado. A iniciativa surge dias após o ataque do Tribunal Constitucional alemão à flexibilização quantitativa do BCE.

Ler Mais
2020/26/05
Risco País e Estudos Económicos

COVID-19 volta a chamar a atenção para a dívida dos países emergentes

Mesmo que o grau de vulnerabilidade a este choque dependa de muitos factores, o ponto de partida das finanças públicas é uma questão fundamental, uma vez que determina a capacidade de responder às diversas consequências económicas da crise. No entanto, a dívida pública já atingia o nível mais elevado de todos os tempos em 2019. A Coface avalia os riscos directos (económicos e sectoriais) da pandemia no desenvolvimento dos países emergentes.

Ler Mais
2020/21/05
Risco País e Estudos Económicos

Será que a decisão do Supremo Tribunal alemão vai dificultar ao BCE salvar a zona euro?

Apesar de um lapso na comunicação (o comentário de Lagarde "não estamos aqui para fechar spreads"), as intervenções rápidas, enfáticas e em larga escala do BCE, têm sido a base da coesão da Zona Euro durante esta crise sem precedentes. Dadas as barreiras políticas profundamente enraizadas que impedem uma resposta fiscal adequada a nível europeu, são as aquisições de activos do BCE e a flexibilização dos requisitos de garantias, que têm impedido uma nova fractura dos mercados de dívida soberana da Zona Euro.

Ler Mais
2020/30/04
Risco País e Estudos Económicos

Empréstimos ou subvenções? A UE abre as portas ao fundo de recuperação, mas os pormenores cruciais permanecem no ar

Numa semana em que a dívida soberana espanhola e italiana se agravou, extinguindo os ganhos do anúncio do programa pandémico de compra de obrigações do BCE, os Chefes de Estado da UE reuniram-se na quinta-feira passada, na esperança de obterem alguns progressos no que respeita a um fundo comum de recuperação. O resultado da reunião é, como muitas vezes, uma miscelânea.

Ler Mais
2020/29/04
Risco País e Estudos Económicos

Poderá a China proteger a sua economia do impacto da covid-19?

Devido à actual pandemia de coronavírus (COVID-19) e ao seu impacto sobre a Economia global, é pouco provável que a China consiga atingir o seu objectivo de crescimento para 2020.
A Coface prevê uma taxa de crescimento de 4% para a economia chinesa em 2020.

Ler Mais
2020/16/04
Risco País e Estudos Económicos

América Latina: A Covid-19 chegou a uma região com enfermidades pré-existentes.

A COVID-19 chegou à América Latina relativamente tarde. O primeiro caso foi detetado no Brasil a 26 de Fevereiro de 2020, quando um senhor de 61 anos de idade testou positivo após uma viagem ao Norte de Itália. Desde então, o vírus propagou-se por toda a região. A partir de 3 de Abril de 2020, tendo em conta as sete maiores economias - Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador, México e Peru -o vírus já infetou 19.563 pessoas e já ceifou 582 vidas.

Ler Mais
2020/16/04
Risco País e Estudos Económicos

O início há muito esperado de uma resposta fiscal da Zona Euro

Após semanas de sucessivos impasses (incluindo uma maratona de 16 horas de reunião), os ministros das Finanças da Zona Euro concordaram com um pacote fiscal de 540 mil milhões de euros. Os ministros concordaram, nomeadamente, em utilizar o Mecanismo de Estabilidade Europeu (o fundo de ajuda criado durante a crise do euro), abrindo uma linha de crédito de 240 mil milhões de euros, a partir da qual os Estados-Membros poderão contrair empréstimos até 2% do PIB do seu país.

Ler Mais
2020/08/04
Risco País e Estudos Económicos

Barómetro Coface 1º Trimestre de 2020 - COVID-19: rumo a um súbito aumento global das insolvências das empresas

No início, a epidemia COVID-19 na China afectou apenas um número limitado de cadeias de valor - mas desde então, transformou-se numa pandemia global. As suas repercussões criaram um duplo choque - oferta e procura - que está a afectar um grande número de indústrias em todo o mundo. A singularidade desta crise torna inúteis as comparações com as anteriores, uma vez que todas elas tiveram origem financeira (por exemplo, a crise de crédito global de 2008-09, e a grande depressão de 1929). A questão já não é saber que países e sectores de actividade serão afectados por este choque, mas sim que poucos serão poupados.

Ler Mais
2020/03/04

A crise do coronavírus será o momento decisivo para o euro.

Durante algum tempo, parecia que a natureza imprevisível e generalizada do choque do coronavírus iria mobilizar a Zona Euro numa resposta política unificada. Todos os governos anunciaram com rapidez grandes pacotes fiscais e soluções de garantia de liquidez ainda mais expressivas.

Ler Mais
2020/01/04
Institucionais

COFACE SA: Revisão do sector de seguros de crédito pela Moody's

A agência de classificação Moody's confirmou em 27 de Março, a classificação A2 para a Solidez Financeira da Coface como Seguradora. A perspectiva para esta classificação no sector foi alterada para negativa.

Ler Mais
2020/18/03
Institucionais

A Coface aproveita o sucesso da sua estratégia e lança o seu novo plano estratégico até 2023 “Build to Lead”

O nosso novo plano estratégico Build to Lead, vai beneficiar do sucesso do plano anterior Fit to Win. Está ancorado em várias convicções: o seguro de crédito é uma actividade de serviços, com fortes barreiras à entrada e um crescimento estrutural a longo prazo.

Ler Mais
2020/16/03
Institucionais

A Coface perante a pandemia COVID-19

Colocámos em marcha acções de segurança e prevenção, alinhadas com as recomendações das Autoridades Sanitárias. Além disso, estamos a aproveitar o conhecimento generalizado pela vivência antecipada desta situação pela Coface noutros países, como é o caso de Itália, reforçando e antecipando-nos às recomendações locais, fazendo um acompanhamento permanente da evolução desta problemática, adoptando as medidas oportunas em cada momento, com base na evolução.

Ler Mais
2020/10/02
Risco País e Estudos Económicos

Riscos políticos e ambientais são as principais ameaças para as empresas em 2020

Por ocasião do lançamento da nova edição do Livro de Risco País e Risco Sectorial para 2020, o Economista-Chefe da Coface, Julien Marcilly, apresentou as principais ameaças para a economia global em 2020 na Conferência sobre Risco País da Coface, em Paris.

Ler Mais
2019/17/12
Institucionais

COFACE e VICTORIA Seguros: 2 Líderes, 1 Visão

A COFACE e a VICTORIA partilham a mesma estratégia de especialização, conhecimento técnico e proximidade na sua forma de abordar o negócio e de se relacionar com os Clientes, nomeadamente com as PME. Daí esta parceria ter sido uma evolução inovadora, mas muito natural, que deriva da vontade conjunta de oferecer um serviço diferenciado e de valor acrescentado, na proteção dos riscos das empresas, contribuindo para o crescimento sustentável do tecido empresarial português.

Acreditamos que o desenvolvimento de Parcerias Estratégicas com objetivos comuns dá origem a sinergias positivas que geram situações de valor junto de todos os intervenientes, neste caso colocando ao dispor das empesas ferramentas que auxiliam a gestão das empresas, tornando-as mais eficientes na tomada de decisão.

Ler Mais
2019/14/11
Institucionais

Coface em Portugal nomeia Antonio Aparício como Regional Sales Manager

Coface em Portugal nomeia Antonio Aparício como Regional Sales Manager

Ler Mais
2019/12/11
Produtos e Serviços

A Coface lança uma oferta inovadora destinada às PME: a apólice EasyLiner, uma solução simples e de gestão on-line para a protecção face ao...

A Coface lança uma solução inovadora destinada exclusivamente para as Pequenas e Médias Empresas, que estão particularmente vulneráveis às consequências de uma falta de pagamento dos seus clientes.

Ler Mais
2019/09/07
Institucionais

Ignacio Sestafe, nomeado Director de Marketing da Coface para Portugal e Espanha

A Coface integrou recentemente na sua equipa Ignacio Sestafe, que assumiu a função de Di-rector de Marketing da Coface para Portugal e Espanha.

Ler Mais
2019/27/06
Risco País e Estudos Económicos

Marrocos: os atrasos de pagamento estão a melhorar, mas ainda permanecem demasiado prolongados.

A Coface apresenta o quarto estudo sobre o comportamento de pagamento das empresas em Marrocos. Realizado no início de 2019, teve como objectivo acompanhar a evolução dos prazos de pagamento e os atrasos registados entre os diversos agentes económicos Marroquinos.

Ler Mais
2019/25/06
Risco País e Estudos Económicos

A recessão no ciclo industrial atinge as empresas do sector de produtos químicos na Europa e na América do Norte

Os sinais de enfraquecimento da economia global continuam a aumentar. Em 2019, espera-se um aumento do número de insolvências em dois terços dos países (+ 3% na Europa Ocidental). A indústria química na Europa e na América do Norte está a ser afectada pela redução de oportunidades no sector automóvel. As melhorias nas avaliações de risco país estão concentradas no Médio Oriente, incluindo a Arábia Saudita (B).

Ler Mais
2019/08/04
Risco País e Estudos Económicos

Estudo sobre o comportamento de pagamento das empresas na China em 2019: Aumentam os atrasos de pagamento, devido ao fraco crescimento da economia.

2018 Foi um ano relativamente desafiador para a China. O Crescimento abrandou para 6,6% e espera-se que diminua ainda mais em 2019 (6,2% de acordo com as previsões da Coface). Como resultado, 59% das 1.500 empresas Chinesas que participaram no questionário da Coface acreditam que a economia não estará melhor em 2019, a percentagem mais elevada desde 2003.

Ler Mais
2019/03/04
Risco País e Estudos Económicos

Turquia: procura interna mantém-se em declínio, mas as exportações são estimuladas pela depreciação da Lira.

A Turquia enfrenta actualmente um severo declínio económico, juntamente com uma subida abrupta na inflação, em resultado da acentuada depreciação da lira durante 2018, que afectou as dinâmicas de produção e consumo do país. Em Junho do ano passado, a Coface reviu a avaliação de risco país da Turquia para risco elevado (C) e o terceiro trimestre do ano foi marcado por uma onda de desclassificações sectoriais.

Ler Mais
2019/02/04
Institucionais

A Coface lança oferta de seguro de créditos na Grécia

As empresas locais irão beneficiar da experiência da Coface na prevenção de riscos e na protecção dos créditos em cobrança.

Ler Mais
2019/14/02
Risco País e Estudos Económicos

Dois obstáculos para a actividade empresarial em 2019: A crise económica e os riscos políticos

Na sequência da conferência anual sobre o risco país e risco sectorial, a Coface partilha as suas perspectivas sobre as principais tendências da economia mundial para 2019.

Ler Mais
2019/29/01
Institucionais

Coface em Portugal e Abarca anunciam parceria estratégica

Face à necessidade detectada de uma solução que combine o seguro de crédito com seguros de caução, ambas as empresas celebraram um acordo estratégico para a distribuição desses seguros relacionados com a actividade comercial.

Ler Mais
2019/10/01
Risco País e Estudos Económicos

Empresas francesas em 2019: Prevê-se um aumento das insolvências, mas as margens de lucro mais elevadas vão amortecer o impacto da desaceleraçã...

Após dois anos de melhoria, as insolvências estão a aumentar e essa tendência deverá continuar em 2019 (previsão de +0,8%). Esta tendência afecta principalmente as microempresas com rendimentos inferiores a 500.000€. O desempenho decepcionante das exportações das empresas francesas, deve-se, em parte, à sua escolha de aumentar as margens de lucro. Isto aplica-se à maioria dos principais sectores de exportação: automóvel, farmacêutico, aeronáutico e agro-alimentar. Mas esta recuperação das margens será uma vantagem para amortecer o impacto da desaceleração do comércio global em 2019

Ler Mais
2018/03/12
Risco País e Estudos Económicos

PMEs na China: Flexibilização monetária não será suficiente para reduzir a pressão do crédito

Ao considerar o risco na economia Chinesa, muita da discussão concentrou-se nas grandes empresas estatais ou nos grandes conglomerados privados. No entanto, os ventos contrários que afectam as pequenas e médias empresas (PMEs), não devem ser negligenciados. As PMEs lutam pelo acesso a recursos financeiros para satisfazer as suas necessidades de capital circulante e de expansão a longo prazo, no meio de uma guerra comercial iminente com os Estados Unidos e a rápida deterioração das condições de financiamento.

Ler Mais
2018/22/11
Risco País e Estudos Económicos

Energia eólica: Custos de produção vão aumentar devido à influência da guerra comercial e da crise de liquidez

Juntamente com outras renováveis, a energia eólica registou um forte crescimento desde meados dos anos 2000 em todo o mundo, estimulada pelo forte apoio dos governos, um rácio de custo-competitividade favorável (em comparação com centrais nucleares ou instalações de carvão) e com um menor impacto ambiental.

Ler Mais
2018/12/11
Risco País e Estudos Económicos

A meio caminho do seu processo de diversificação comercial, os Emirados Árabes Unidos ainda não estão integrados na cadeia de valor internacional

• Graças à sua localização estratégica, os Emirados Árabes Unidos (EAU) desempenham um papel central nas exportações e re-exportações, conforme demonstrado pelos vários acordos económicos e de cooperação com outros países.
• O novo envolvimento na iniciativa One Belt One Road , representa um risco e uma oportunidade para os EAU.
• No entanto, o país ainda está a meio caminho do processo de diversificação, e ainda está por integrar as cadeias de valor globais.

Ler Mais
2018/25/10
Risco País e Estudos Económicos

Análise de Risco País e Risco Sectorial no Mundo

Algumas economias emergentes estão cada vez mais vulneráveis

• Preços mais elevados do petróleo e saídas contínuas de capital nos mercados emergentes marcam o terceiro trimestre em 2018
• Uma onda de reduções de classificação de risco sectoriais na Turquia e na Argentina
• Melhoria dos riscos na Europa Central e na CEI
• Redução nas avaliações de risco do Paquistão e da Nicarágua, principalmente devido aos riscos políticos

Ler Mais
2018/09/10
Risco País e Estudos Económicos

Insolvências na Europa Central e de Leste: Os bons tempos acabaram

A região da Europa Central e de Leste, tem beneficiado de uma melhoria na actividade económica nos últimos anos. Isso foi especialmente notório em 2017, quando o crescimento médio do PIB na região atingiu os 4,5% - a maior taxa desde 2008. O consumo das famílias e e as entradas resultantes da recuperação dos investimentos em activos fixos, contribuíram significativamente para o crescimento. No entanto, o ambiente de negócios favorável em 2017, não foi o suficiente para impulsionar uma melhoria na situação da liquidez das empresas.

Ler Mais
2018/25/09
Risco País e Estudos Económicos

O aumento dos riscos políticos na Ásia

De acordo com o índice de risco político da Coface, a Ásia classificou-se com 45% no último ranking de risco, acima da média mundial que ficou nos 35%.

Ler Mais
2018/16/07
Risco País e Estudos Económicos

Riscos País e Sectorial no mundo: Sinais de risco aumentam no 2º trimestre

O risco de crédito das empresas está a aumentar nas economias avançadas onde, após um início de ano marcado por uma perda de confiança associada ao aumento de proteccionismo, observa-se um abrandamento no crescimento (previsões de 2,2% para 2018 e 2% para 2019 nas economias avançadas; previsões de 2,1% para 2018 e 1,8% em 2019 para a Zona Euro). Deste modo, a Coface diminuiu a avaliação de Itália para A4, onde as empresas que estão particularmente endividadas e mais vulneráveis a um potencial agravamento das condições de crédito bancário. Os Estados Unidos destacam-se como a excepção, poupados desta fase de desaceleração (previsão de crescimento de 2,7% em 2018, após 2,3% em 2017).

Ler Mais
2018/12/07
Risco País e Estudos Económicos

O sector metalúrgico no mundo: Preços continuam a aumentar em 2018, prevendo-se um possível declínio em 2019

O sector metalúrgico tem desfrutado de uma tendência crescente nos preços e um aumento da procura desde meados de 2016. O crescente proteccionismo nos EUA e na Europa, juntamente com as medidas de retaliação da China, tiveram um impacto na confiança e nos investimentos das empresas – mas ainda não dificultam o crescimento económico. São esperadas várias tendências até ao final de 2019: os preço dos metais comuns devem subir, mas os preços dos metais ferrosos devem diminuir como resultado do excesso de produção

Ler Mais
2018/28/06
Risco País e Estudos Económicos

Período eleitoral na America Latina: Os riscos políticos crescentes prejudicam a situação económica

As eleições Presidenciais que se realizarão na Colômbia, no México e no Brasil nas próximas semanas e meses, visam abordar a insatisfação generalizada com os sistemas políticos em exercício na região. O índice de risco político da Coface mostra que as fragilidades sociais e a corrupção são os assuntos mais sérios. As incertezas políticas podem desencadear problemas como o declínio da igualdade, uma menor confiança das empresas e dos consumidores e atrasos nas decisões sobre investimentos e despesas

Ler Mais
2018/09/04
Risco País e Estudos Económicos

Renegociações do NAFTA – poderá o “elevado-risco” da indústria automóvel do México, transformar-se numa crise?

A indústria automóvel representa um papel importante na economia do México. A representatividade do sector aumentou de 1,5% do PIB do país e 8,5% da sua produção industrial em 1993, para 3% PIB e 18% de produção industrial em 2015. Além disso, o México tem 28 fábricas de veículos que geram, directa ou indirectamente, trabalho a 1.7 milhões de pessoas. A retórica do Presidente Donald Trump, desde o início da sua campanha eleitoral ainda não danificou o sector, mas os riscos intensificaram-se pelas renegociações do NAFTA e pela agenda eleitoral do México.

Ler Mais
2018/12/03
Institucionais

Resultados do ano 2017: Coface duplica resultado líquido para €83,2M, e activa a optimização de capital prevista no seu plano Fit to Win

Os resultados da Coface em 2017 mostram uma grande melhoria: num contexto económico favorável, as acções realizadas no âmbito do plano Fit to Win, permitiu-nos reduzir o índice de sinistralidade durante 5 trimestres consecutivos.

Ler Mais
2018/23/01
Risco País e Estudos Económicos

Conferência Risco País 2018: a recuperação continua, mas chama-se a atenção do risco para as empresas associado ao sobreaquecimento da economia

Por ocasião da sua conferência anual sobre risco país e risco sectorial, a Coface partilha com as empresas as suas perspectivas sobre as principais tendências da economia mundial para 2018.
O ano 2017 trouxe algumas agradáveis surpresas económicas, apesar de ter começado com a ameaça do proteccionismo e ter sido marcado por numerosas eleições e crises políticas. Apenas treze países terminaram o ano em recessão, em comparação com vinte e cinco em 2016. O comércio mundial deu um salto espectacular (cresceu 4,4% em 2017, de acordo com as perspectivas da Coface, face a 1,5% em 2016), enquanto que os riscos associados ao proteccionismo acabaram por não ocorrer.

Ler Mais
2018/03/01
Risco País e Estudos Económicos

Turquia regista um crescimento dinâmico mas está cada vez mais vulnerável a factores externos

A economia Turca cresceu substancialmente durante os três primeiros trimestres de 2017, superou largamente as expectativas, apesar dos eventos que o país testemunhou em 2016. A economia tem sido apoiada por medidas governamentais, maiores investimentos, aumento das exportações e a recuperação do consumo privado. As suas principais vulnerabilidades são o financiamento do défice, o aumento da dependência dos investidores mundiais, a volatilidade das taxas de câmbio e o aumento da inflação

Ler Mais
2017/28/12
Risco País e Estudos Económicos

Os interesses da China na África Subsariana: são necessários esforços para reequilibrar as relações bilaterais

A desaceleração da economia chinesa e a reorientação dos seus modelos de crescimento para o consumo privado, reflectem-se numa procura cada vez menor das matérias-primas procedentes de África. Isto terá consequências inevitáveis para os exportadores.

Ler Mais
2017/09/10
Institucionais

A Coface coloca a inovação digital no centro da sua estratégia com o lançamento da nova versão da CofaNet

O novo portal de clientes, lançado há cerca de um mês, e a ferramenta online totalmente renovada para a gestão dos contratos de seguro de crédito, CofaNet Essentials, lançada hoje, permitem aos clientes da Coface beneficiar da funcionalidades inovadoras, um acesso único, conteúdo personalizado, ergonomia avançada, visualização de resultados em tempo real e facilidade de acesso aos contratos.

Ler Mais
2017/06/10
Risco País e Estudos Económicos

A Coface anuncia as TOP 500 Maiores Empresas da Europa Central e de Leste

O sector Automóvel e de Transportes é o líder regional. Petróleo e Gás continuam em queda, perdendo pela primeira vez a posição de liderança. As Top 500 Maiores Empresas da Europa Central e de Leste geraram em 2016 um volume de negócios de 580 mil milhões de Euros. As principais empresas registaram decréscimos no volume de negócios e nos lucros líquidos, mas aumentaram significativamente a sua força de trabalho.

Ler Mais
2017/04/10
Institucionais

Fitch confirma a avaliação AA- da COFACE, com perspectiva estável

A agência de notação financeira Fitch confirmou, no passado mês de Setembro, a qualificação AA- da Coface no rating de robustez financeira, com perspectiva estável.

No seu comunicado de imprensa, a agência de notação sublinha que esta confirmação “reflecte o forte perfil de negócios da Coface no seguro de crédito, assim como um perfil financeiro muito sólido de “capitalização, alavancagem e rentabilidade”, ainda que os resultados tenham sofrido algum impacto negativo devido à sinistralidade de 2016”.

Ler Mais
2017/25/09
Risco País e Estudos Económicos

Estudo Coface - Análise das insolvências na Europa Central e Oriental

O ano 2016 ficou marcado pelo contínuo declínio das insolvências na região da Europa Central e Oriental, com uma descida de 6%, após a queda de 14% registada em 2015. Ao todo, durante o ano passado, seis em cada 1,000 entidades entraram em processo de insolvência.

Ler Mais
2017/03/08
Risco País e Estudos Económicos

Quais os efeitos da “Trumponomics” na América Latina?

A volatilidade da situação política nos Estados Unidos semeia dúvidas em relação a futuras políticas comerciais e à vulnerabilidade da América Latina no que toca a um cenário de contracção nas condições financeiras.

Ler Mais
2017/07/07
Risco País e Estudos Económicos

Mapa Mundial de Risco País e de Risco Sectorial

O segundo trimestre de 2017 assinala o recomeço para a Europa e a Rússia, e, no que se refere a sectores de actividade, para os sectores Automóvel e Agro-alimentar em vários países. A Zona Euro encontra-se numa conjuntura positiva, a disfrutar de condições de financiamento muito favoráveis de apoio ao investimento e no retomar da confiança das empresas. O número de insolvências encontra-se em redução em quase todos os países – Excepção feita para o Reino Unido (enfraquecido pelo abrandamento no consumo) e para a Bélgica (o quarto maior parceiro de negócios da Zona Euro).

Ler Mais
2017/29/06
Risco País e Estudos Económicos

Brexit: Apesar dos diversos choques, o Reino Unido mantem-se atractivo para as empresas.

Um ano após o referendo que ditou a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), as empresas têm demonstrado uma resiliência apoiada no consumo interno (subida de 2,6% em 2016), condições de crédito favoráveis e uma forte procura global.

Ler Mais
2017/22/06
Risco País e Estudos Económicos

A Rússia emerge da recessão, mas dificuldades estruturais ameaçam o seu crescimento no médio prazo.

A diversificação da economia Russa, tornada necessária pela queda duradoura do preço do petróleo, terá de defrontar dificuldades estruturais que poderão ter efeitos potencialmente nefastos no seu crescimento a médio prazo. Vários sectores (Agro-Alimentar, Químico, Automóvel, entre outros) parecem beneficiar de uma retoma, que poderá contribuir para uma recuperação em 2017.

Ler Mais
2017/10/04
Risco País e Estudos Económicos

Novas Avaliações de Risco Sectorial e de Risco País em todo o mundo

A maior surpresa económica no arranque de 2017: o aumento do índice de confiança das empresas é perceptível, mas ainda não gerou um efeito positivo generalizado nas avaliações de risco dos países.

Ler Mais
2017/24/03
Risco País e Estudos Económicos

Insolvências em França : Um arranque de ano em conformidade com 2016, mas as incertezas políticas podem alterar a situação.

Em Janeiro de 2017 o nível de insolvências atingiu o seu valor mais baixo desde Setembro de 2012. No período de Fevereiro de 2016 a Janeiro de 2017, 58.031 empresas entraram em insolvência. Este valor corresponde a uma diminuição de -2,8% em relação ao mesmo período no ano anterior.

Ler Mais
2017/20/02
Risco País e Estudos Económicos

Primeiro estudo sobre o comportamento de pagamento das empresas Brasileiras - 2016

O primeiro estudo sobre o comportamento de pagamentos no Brasil, efectuado junto de mais de 120 empresas e realizado pela Coface, revela que as mesmas ainda enfrentam um ambiente difícil. O ano 2017 está apenas no início, mas as previsões para o PIB são fracas. Apesar de ser esperada uma saída da recessão, o crescimento deve rondar meramente os 0,4%.

Ler Mais
2017/31/01
Risco País e Estudos Económicos

2017: Um ano com riscos políticos e bancários para os países emergentes

Após dois anos consecutivos de crescimento mundial lento, perspectiva-se uma ligeira melhoria para o ano de 2017 (de 2,5% para 2,7%). Esta situação resultará da recuperação económica nos países emergentes (crescimento na ordem dos 4,1%), com as recuperações do Brasil e da Rússia a contrabalançar o abrandamento económico da China. Os países mais avançados vão registar um crescimento estável de 1,6%

Ler Mais
2017/19/01
Risco País e Estudos Económicos

Atrasos de pagamento das Empresas Polacas: Estudo sobre o comportamento de pagamentos aponta para uma frequência da prática.

O mais recente estudo sobre o comportamento de pagamentos efectuado pela Coface, confirma que a prática da venda a crédito é correntemente utilizada pelas empresas Polacas. Apesar da utilização do crédito a clientes se ter tornado comum, tal não significa que estes estejam a ser pagos atempadamente. O estudo da Coface revela que quase um quarto das empresas Polacas enfrentam atrasos que ultrapassam a data de pagamento limite, em pelo menos três meses. A tendência geral para o atraso nos pagamentos deverá começar a decrescer – Mas não de forma clara em todos os sectores.

Ler Mais
2016/22/12
Risco País e Estudos Económicos

A Economia Alemã em 2017: Estável, mas não estabilizada

Os sinais do futuro desenvolvimento económico da Alemanha são promissores, com um elevado nível de estabilidade. As expectativas da Coface para um crescimento sólido são, por isso, uma pequena surpresa. Este ano espera-se que o produto interno bruto (PIB) cresça cerca de 1,8%. O crescimento para o próximo ano, de 1,7%, será apenas marginalmente inferior. O principal motor de crescimento será, uma vez mais, o consumo interno, basicamente impulsionado pelos níveis de emprego recorde, ou seja, excepcionalmente elevados.

Ler Mais
2016/07/12
Risco País e Estudos Económicos

Avaliações de risco sectorial revistas em 6 regiões do mundo

No final de 2016, as tendências globais de risco sectorial continuavam heterogéneas, incluindo as regiões que até agora foram relativamente poupadas pelo aumento do risco. Ao longo do ano, transversalmente nos 12 sectores avaliados em seis regiões do mundo, quase metade assistiu a mudanças nas suas avaliações. Registaram-se 23 agravamentos para 10 desagravamentos.

Ler Mais
2016/26/10
Risco País e Estudos Económicos

Aumento dos riscos políticos em países desenvolvidos: a espada de Dâmocles assombra as maiores economias da Europa

Os períodos de crise económica conduzem naturalmente a um aumento da incerteza política, e este aspecto é crucial na avaliação do risco dos países. A Europa tem vindo a demonstrar sinais claros de aumento dos riscos políticos desde 2011.

Ler Mais
2016/21/10
Risco País e Estudos Económicos

Avaliação de Risco País: novas reavaliações impulsionadas pelo choque Brexit e pela queda das receitas do petróleo

Um enorme nível de incerteza na economia global pesa sobre a saúde financeira das empresas. Dois grandes factores continuam a afectar esta situação.

Em primeiro lugar, o fraco nível do comércio global significa que uma forte recuperação do crescimento é pouco provável. Entre os países desenvolvidos – como os da Zona Euro, onde a procura interna permanece fraca. Em segundo lugar, o preço do petróleo continua a ser um tema dominante nas economias emergentes.

Ler Mais
2016/12/10
Risco País e Estudos Económicos

A economia Francesa: pausa temporária no crescimento

A economia Francesa continua numa tendência positiva, apesar do Segundo Trimestre ter sido afectado por choques externos. As inundações na região da Ilha de França, causaram, no curto prazo, um abrandamento na actividade económica local. Contudo, no longo prazo, este factor irá desencadear uma recuperação no emprego, particularmente no sector da construção, onde as encomendas estão a aumentar rapidamente com as necessidades de reconstrução.

Ler Mais
2016/03/10
Risco País e Estudos Económicos

Estudo sobre o comportamento de pagamento das empresas em Marrocos: os prazos de pagamento estão a dilatar, enquanto a economia nacional está a ab...

A taxa de crescimento de Marrocos abrandou em 2016, depois de registar um aumento de quase 4,5% em 2015. A queda de mais de 70% na produção de cereais, entre 2015 e 2016, irá provavelmente limitar o PIB do país para uma taxa de crescimento de apenas 2% este ano.

Ler Mais
2016/19/09
Risco País e Estudos Económicos

O sector agro-alimentar em África: um sector estratégico à mercê da natureza

Diversos factores favoráveis estão a impulsionar o sector, incluindo o aumento populacional, o aumento da procura por alimentos processados, os rendimentos per capita mais elevados e melhores capacidades de produção.

Ler Mais
2016/07/07
Risco País e Estudos Económicos

Apesar das crises persistentes, a África Subsariana apresenta oportunidades num espaço temporal até 2025

Fortemente afectada pelo abrandamento económico Chinês e pela queda nos preços das comodities, a África Subsariana apresentou os piores níveis de crescimento desde 2008

Ler Mais
2016/06/07
Risco País e Estudos Económicos

O risco corporativo mundial atinge níveis máximos

Desde o cenário de crescimento internacional anunciado pela Coface em Março passado, as perspectivas deterioraram-se ligeiramente e o crescimento permaneceu abaixo dos 3% em 2016, pelo sexto ano consecutivo. As empresas foram penalizadas por este cenário atónico ao “estilo japonês”: a ausência de escoamento de produtos e a fraca inflação reduz o poder de compra.

Ler Mais
2016/03/06
Risco País e Estudos Económicos

Está a economia Francesa definitivamente a melhorar?

Foram registados, entre Janeiro e Abril de 2016, um número de indicadores positivos para a economia francesa. O crescimento estável, que teve início em 2014 (+0.6% no 1ºT de 2016 face ao 4ºT de 2015) conseguiu ganhar um ritmo mais rápido, conduzido pelo consumo privado. As despesas do consumo privado (+1.2%) atingiram um número recorde desde 2004 e o investimento excedeu também as expectativas.

Ler Mais
2016/12/04
Risco País e Estudos Económicos

República Checa, Polónia, Chile e Tailândia perto de uma rápida recuperação nas exportações

Apesar da actual crise nos países emergentes estar a surpreender pela sua intensidade, com um corte no crescimento para metade, em cinco anos, e uma crescente exposição ao risco e à dívida, não se trata de um fenómeno isolado. Crises idênticas, observadas nos anos 90 do século passado, terminaram com uma repentina reviravolta na actividade económica, apesar de saídas massivas de capital e a ausência de recuperação do crédito bancário. Em média, estas economias emergentes atingem o seu nível máximo de produção em dois ou três anos, mesmo que o seu o crescimento permaneça baixo no longo prazo.

Ler Mais
2016/01/04
Risco País e Estudos Económicos

Actualização trimestral das Avaliações de Risco País da Coface

Apesar das economias emergentes terem registado uma ligeira recuperação no início deste ano (a Coface prevê um crescimento de 3.9% em 2016, depois de 3.4% em 2015 e 7.2% em 2010), o abrandamento nos países desenvolvidos (1.7% em 2016) está a perturbar o equilíbrio da economia global mais do que nunca. O crescimento não deverá exceder os 2.7% este ano.

Ler Mais
2016/23/03
Risco País e Estudos Económicos

China: 80% do universo empresarial foi afectado por atrasos de pagamento em 2015

O novo estudo da Coface sobre gestão do risco de crédito nas empresas, no qual participaram 1.000 empresas localizadas na China, revela que os prazos de pagamento continuaram a deteriorar-se em 2015, com 8 em cada 10 empresas a experienciar situações de atraso. A Coface prevê que o crescimento do PIB irá abrandar para 6.5% em 2016 (vs 6.9% em 2015). Para além dos problemas por resolver relacionados com a elevada alavancagem e o excesso de capacidade em muitos sectores, a pressão descendente do Renminbi e a volatilidade da bolsa de valores são preocupações para o mercado chinês em 2016. Não é expectável que os prazos de pagamento melhorem no curto prazo.

Ler Mais
2016/21/03
Risco País e Estudos Económicos

Irão: Curva acentuada à frente, conduza com precaução

Após cinco anos de sanções, o Irão irá finalmente reunir-se à comunidade internacional. O regresso deverá ter efeito no crescimento internacional através do petróleo mas, acima de tudo, trará mudanças enormes para o próprio país.

Ler Mais
2016/08/03
Risco País e Estudos Económicos

Riscos para as exportações alemãs aumentaram significativamente

A Alemanha tem fortes ligações comerciais com os Mercados Emergentes e com o as Economias em Desenvolvimento, e está altamente exposta ao enfraquecimento estrutural e cíclico destas economias.

Ler Mais
2016/16/02
Institucionais

Resultados da Coface em 2015: resultado líquido de 126M€ e um dividendo proposto de 0,48€ por acção

No final de 2015, um ano marcado pela deterioração da conjuntura económica global, a Coface registou um ligeiro aumento do resultado líquido consolidado do grupo: 126M€, face 125M€ em 2014.

Ler Mais
2016/01/02
Risco País e Estudos Económicos

Conferência Risco País - Paris 2016

• Economias avançadas: existem vários motivos de preocupação, incluindo a volatilidade dos mercados financeiros, o baixo preço do petróleo e a desaceleração da economia chinesa;
• Países emergentes: para além do lento crescimento, o aumento do endividamento das empresas;
• Aumento dos riscos políticos passíveis de afectar a confiança empresarial em todas as regiões.

Ler Mais
2016/28/01
Risco País e Estudos Económicos

INFOGRAFIA: MAPA DE AVALIAÇÃO RISCO PAÍS

InfografIa: Mapa de Avaliação de Risco País - Janeiro 2016

Ler Mais
2016/20/01
Institucionais

O Conselho de Administração da Coface anuncia a nomeação de Xavier Durand como Presidente Executivo

O Conselho de Administração da Coface, que se reuniu ontem sob a presidência de Laurent Mignon, decidiu nomear Xavier Durand Presidente Executivo. Esta nomeação, tornar-se-á efectiva após a reunião do Conselho de Administração agendada para dia 9 de Fevereiro, para aprovar as contas relativas ao ano fiscal de 2015. Jean-Marc Pillu, continuará a desempenhar a sua função de Presidente Executivo da Coface até esta data.

Ler Mais
2015/23/11
Institucionais

A Coface celebra 15 anos em Portugal, contribuindo para o crescimento das empresas, protegendo-as do risco de incumprimento dos seus clientes

Há cerca de 70 anos que o Grupo Coface oferece às empresas de todo o mundo soluções de proteção respeitante ao risco de incumprimento dos seus clientes, tanto no mercado nacional como no de exportação. Com o inicio da actividade da sua sucursal em Portugal, no ano 2000, as empresas portuguesas passaram a beneficiar da experiência da Coface na prevenção e proteção do risco de crédito, em mais de 160 países.

Ler Mais
2015/29/10
Risco País e Estudos Económicos

O futuro da energia solar na Europa: energia fotovoltaica

Embora a energia fotovoltaica seja responsável por apenas 5.3% do consumo total de electricidade na Europa, este sector beneficiou dos movimentos mundiais a favor de um consumo energético mais ecológico. (...)

Ler Mais
2015/22/10
Risco País e Estudos Económicos

Actualização trimestral de avaliação de risco sectorial

O sector da energia apresenta um risco mais elevado, as tecnologias de informação e comunicação (TIC) apresentam uma avaliação positiva e a indústria automóvel continua a ajustar-se.

Ler Mais
2015/16/10
Risco País e Estudos Económicos

Infográfico: Abrandamento na China: qual o risco de contágio para os países da Ásia?

Estamos a testemunhar mudanças no modelo económico chinês. Que países asiáticos serão as primeiras vítimas numa queda abrupta? E quais os que sairão imunes?

Ler Mais
2015/14/10
Risco País e Estudos Económicos

Estará a China a ensombrar a Ásia?

A China tenta encontrar um caminho para um crescimento mais saudável e sustentável, mas isso não é totalmente indolor para a sua economia, ou para seus países vizinhos. Segundo as estimativas da Coface, é improvável que o crescimento exceda os 6,7% em 2015 e os 6,2% em 2016, em comparação com os 13,4% no período de 2006-2007. Estes resultados exprimem principalmente o abrandamento do processo de recuperação tecnológica e de capital: várias indústrias sofrem elevados níveis de endividamento corporativo e de sobrecapacidade, afectando, assim, o investimento. (...)

Ler Mais
2015/07/10
Risco País e Estudos Económicos

Queda dos preços do petróleo: reacções nos países do Conselho de Cooperação do Golfo (CCG)

Os países do CCG detêm actualmente 30% das reservas petrolíferas mundiais comprovadas, com a Arábia Saudita na liderança (15,7%), seguida do Kuwait (6%) e dos Emirados Árabes Unidos (EAU) (5,8%). Em conjunto, os países do CCG produziram 28,6 milhões de barris por dia em 2014, o equivalente a 32,3% da produção mundial.

Ler Mais
2015/30/09
Risco País e Estudos Económicos

Barómetro de risco-país da Coface (3ºT 2015) - Países emergentes enfrentam uma forte agitação

Os países emergentes (crescimento previsto de 3.5% em 2015, 4.2% em 2016) operam num contexto ameaçado pela vulnerabilidade dos preços das matérias-primas e pela descida nas taxas de câmbio do dólar. Alguns dos maiores países emergentes sofreram um abrandamento da actividade (a China, a Turquia e a África do Sul) ou entraram em recessão (a Rússia e, agora, o Brasil). O recente colapso da bolsa de valores Chinesa e as suas consequências sobre os preços das matérias-primas, intensificaram essas vulnerabilidades. Segundo a Coface, o risco-país nos países emergentes irá manter-se, o que constitui um importante ponto de vigilância este ano.

Ler Mais
2015/30/09
Risco País e Estudos Económicos

Mapa de Avaliação Risco País - 3º trimestre 2015

160 PAÍSES ANALISADOS À LUPA

Perícia macroeconómica na avaliação de risco país
Conhecimento profundo do ambiente empresarial
Informação recolhida sobre mais de 70 anos de experiência de pagamentos.

Ler Mais
2015/08/09
Risco País e Estudos Económicos

Portugal é um dos países da Europa Ocidental que regista atenuação de insolvências nas empresas

Enquanto as insolvências continuam a aumentar na Itália e na Noruega, estes observam o impacto positivo da tímida recuperação da zona euro, em outros dez países: Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Finlândia, França, Países Baixos, Portugal, Reino Unido e Suécia. (...)

Ler Mais
2015/01/09
Produtos e Serviços

A Coface renova a oferta de seguro de crédito com o contrato TradeLiner

Com o objectivo de responder à evolução da necessidade de seguro de crédito das empresas, a Coface renovou a sua apólice principal, denominando-se agora TradeLiner. O novo seguro surge da experiência de quinze anos da Coface, no âmbito da anterior oferta de protecção internacional contra o risco de incumprimento, e tem como alicerce o desígnio de ir mais além na protecção das empresas que actuam na economia real.

Ler Mais
2015/18/08
Institucionais

Resultados do primeiro semestre de 2015: a coface apresenta lucro de 66 milhões de euros, apesar de um aumento de sinistros em países emergentes

Desde o final do ano passado, quando na divulgação períodica dos nossos resultados, observámos algumas fraquezas que afectavam o ambiente macroeconómico. O primeiro semestre deste ano confirma esta tendência, tendo sido acentuada pelo aumento da frequência de sinistros, particularmente em mercados emergentes.
Neste contexto, estamos a divulgar bons resultados semestrais. O Grupo confirma assim a ro-bustez do seu modelo de negócios: com a inovação de produtos e distribuição multi canal, con-trolando simultaneamente os riscos e os custos.

Ler Mais
2015/07/08
Risco País e Estudos Económicos

O sector automóvel da Europa Central e de Leste é altamente dependente de investimentos estrangeiros

A região da Europa Central e de Leste (ECL) tornou-se um destino atractivo para investimento por parte dos fabricantes mundiais de automóveis. Em 2014, 3,6 milhões de veículos foram produzidos na Europa de Leste, o que equivale a 21% da produção total da UE. Nos países da ECL cobertos pela análise da Coface existem 33 fábricas de automóveis, muitas das quais foram criadas por fluxos de investimento estrangeiro directo (IED). A análise demonstra que, apesar da elevada dinâmica de comércio automóvel gerada recentemente por clientes locais, as fábricas da Europa Central e de Leste continuam a ser altamente dependentes da procura externa. (...)

Ler Mais
2015/09/07
Risco País e Estudos Económicos

A recuperação económica da Índia Deve-se ao governo de Modi?

Em Maio de 2015, o FMI proclamou a Índia como “uma das esperanças da economia global”, devido, principalmente á eficácia das suas políticas económicas e ao fim da incerteza política. A Coface espera que o crescimento do PIB da Índia alcance os 7.5%. Contudo, em que medida contribuíram as reformas de Modi ao recente aumento do crescimento? Quais os riscos que actualmente ameaçam a economia?

Ler Mais
2015/02/07
Risco País e Estudos Económicos

África Subsariana: três economias da África Oriental protegidas da tempestade económica

Embora o crescimento tenha sido acelerado pelo elevado preço da matéria-prima, da qual a África Subsariana é altamente dependente, actualmente a região deve fazer frente aos efeitos da queda dos preços do petróleo. Cada um dos 45 países analisados pela Coface vê-se afectado, embora a diferentes níveis. Três desses países reúnem todas as características necessárias para manterem o crescimento a curto e longo prazo: têm sido relativamente afectados pela queda dos preços internacionais da matéria-prima e as suas economias estão a diversificar-se.

Ler Mais
2015/30/06
Risco País e Estudos Económicos

Coface revê em alta a avaliação de risco país de Portugal, abaixo da China e, coloca sob vigilância negativa as economias afectadas pela queda...

Muitos países enfrentam a queda dos preços do petróleo, especialmente os países emergentes, para os quais a Coface reviu as suas previsões de crescimento de 4% para 2015 (em comparação com os 4.2% previstos em Março de 2015).
Entretanto, as economias desenvolvidas (com uma previsão de crescimento de 2% para 2015 e 2016) estão a beneficiar da ligeira recuperação da Zona Euro (1.5% em 2015).

Ler Mais
2015/25/06
Risco País e Estudos Económicos

Infográficos: Avaliações de risco país de Junho de 2015

Descubra neste novo infográfico quais as avaliações de risco país que estão valorizadas ou desvalorizadas pela Coface.
Além disso: Com enfoque nas economias da África Subsariana – Será o risco de um mau clima económico elevado?

Ler Mais
2015/19/06
Risco País e Estudos Económicos

Após uma década de reformas bem implementadas e um forte crescimento, a economia turca aparenta ter dificuldades para manter o ritmo de crescimento

A Coface espera uma taxa de crescimento de 3.5% para este ano, sólida, mas ainda por baixo do potencial de crescimento estimado de 5% e por baixo de alguns países homólogos.

Ler Mais
2015/17/06
Risco País e Estudos Económicos

Monitorização de Insolvências para a Europa Central e de Leste

A melhoria na actividade económica da ECL em 2014 resultou na estabilização das insolvências das empresas, com uma ligeira queda de 0,5% na média regional.

Ler Mais
2015/11/06
Institucionais

Nomeação de José Monteiro como Country Manager da Coface em Portugal

José Monteiro foi nomeado Country Manager da Coface em Portugal, com data efectiva a partir de 25 de Maio.

Ler Mais
2015/15/05
Risco País e Estudos Económicos

70% das empresas na Região da Ásia-Pacífico registaram pagamentos em atraso em 2014

O estudo anual da Coface na região da Ásia-Pacífico foi apresentado a 2695 empresas em 8 economias. 70% das empresas inquiridas registaram atrasos de pagamento em 2014 – o nível mais elevado em 3 anos. Além disso, 37% dos entrevistados relataram um aumento dos montantes em atraso em 2014, cerca de 2% em comparação com o ano anterior. As empresas na China, Índia, Hong Kong e Tailândia são particularmente afectadas.

Ler Mais
2015/05/05
Risco País e Estudos Económicos

Duas avaliações sectoriais actualizadas devido ao impacto dos baixos preços do petróleo

A recente queda dos preços do petróleo teve repercussões para o risco de crédito das empresas em todo o mundo. Entre os 14 sectores analisados, a Coface identificou um grande vencedor e um grande derrotado, com as avaliações correspondentes revistas em alta e em baixa.

Ler Mais
2015/23/04
Risco País e Estudos Económicos

Cinco economias avançadas irão evitar o risco de “estagnação secular” na próxima década.

Mais de três anos após a recuperação oficial, as economias avançadas estão a lutar para voltar a uma trajectória de crescimento sustentado. Algumas estão, inclusive, a prever a estagnação do crescimento, uma situação vista, por vezes, como irreversível. Mas nem todas as economias avançadas estão na mesma posição.

Ler Mais
2015/19/02
Risco País e Estudos Económicos

Turquia: a depreciação nas taxas de câmbio e a lenta procura interna, afectam os prazos de pagamento das empresas

A divulgação da estratégia de saída do Presidente da FED, Ben Bernanke em Maio 2013, despoletou um novo período marcado por uma mudança na percepção de risco em relação ao desenvolvimento das economias nos mercados financeiros. A Turquia entrou neste período com um elevado défice da conta corrente, um sector de produção substancialmente dependente das importações e três eleições sucessivas.

Ler Mais
2015/28/01
Risco País e Estudos Económicos

Conferência Risco País 2015: Em 2015, a recuperação global vai ser difícil e sujeita a múltiplos riscos

A economia global está no caminho da recuperação gradual. Menos vigoroso que antes da crise de 2008, o crescimento global continua a seguir uma tendência moderada de aceleração: +3.1% em 2015, após +2.8% em 2014 e +2.7% em 2013.

Ler Mais
2015/22/01
Risco País e Estudos Económicos

América Latina – O crescimento acelera para os países do Pacífico

Nesta edição da Panorama, a Coface decidiu focar-se em dois países da Aliança do Pacífico: o México e o Peru.

Ler Mais
2014/30/12
Institucionais

A Coface obtém licença para a actividade de seguro de crédito em Marrocos e fortalece a sua posição de liderança em África

Presente em Marrocos desde 2007, a Coface obteve agora a licença das autoridades regulamentares para as actividades de seguro e reseguro.

Ler Mais
2014/23/12
Risco País e Estudos Económicos

“Low-flation” em França, um sinal de mudança no ritmo do crescimento

Num contexto de baixa inflação (“low-flation”) e de estagnação do crescimento, França corre o risco de não ser capaz de escapar ao ciclo vicioso da queda dos preços. Será possível que França, sem ter que chegar aos extremos da profunda depressão dos anos 30 nos Estados Unidos e de alguns países europeus, possa vir a experienciar um longo período de estagnação do preço e do crescimento, tal como aconteceu no Japão entre 1990 e 2010? E se assim for, o que significará isto para a economia francesa e para as suas empresas?

Ler Mais
2014/22/12
Risco País e Estudos Económicos

Insolvências empresariais em França: uma diminuição limitada

O número de insolvências empresariais em França ao longo dos últimos 12 meses fixou-se em 63.002 empresas no final de Outubro.

Ler Mais
2014/11/11
Risco País e Estudos Económicos

As insolvências na Polónia pararam de aumentar – mas por quanto tempo?

As estatísticas de insolvência das empresas polacas reflectem uma melhoria durante a primeira metade de 2014. No total, 402 empresas declararam falência, representando uma diminuição de 11.5% comparativamente ao mesmo período em 2013.

Ler Mais
2014/10/11
Risco País e Estudos Económicos

Comércio global: é pouco provável um retorno aos níveis pré-crise, mas o potencial de crescimento existe

Após 30 anos de uma expansão sem precedentes, o comércio global está a atravessar um período de mudança radical. Será o abrandamento um fenómeno cíclico ou duradouro e estrutural?

Ler Mais
2014/05/11
Institucionais

Resultados a 30 de Setembro de 2014: A Coface continua a evoluir no caminho do crescimento e da rentabilidade

O desempenho da Coface está alinhado com os objectivos. No final destes primeiros nove meses, o Grupo apresentou um crescimento satisfatório e uma sólida rentabilidade.

Ler Mais
2014/30/10
Risco País e Estudos Económicos

Actualização das Avaliações de Risco País

Uma recuperação lenta, mas ainda assim uma recuperação, na Zona Euro, e instabilidade financeira nos grandes países emergentes.
A economia mundial entrou numa confirmada, mas lenta e irregular, fase de recuperação. Vários factores explicam a natureza difícil da retoma pós-crise. Isto inclui elevados níveis de dívida pública e privada, uma dinâmica de crédito abaixo das taxas pré-crise, um novo risco de deflação na zona euro e a confiança a longo prazo enfraquecida entre os investidores económicos.

Ler Mais
2014/07/10
Risco País e Estudos Económicos

A economia nos EAU torna-se mais forte graças a uma política de diversificação eficaz

Na última avaliação de risco país, a Coface classificou os Emirados Árabes Unidos (EAU) com A3 , e espera que a economia do país cresça cerca de 5% em 2014.

Ler Mais
2014/02/10
Risco País e Estudos Económicos

O incentivo da “cenoura e do pau”: desafios futuros para a economia chinesa

Desde o início do ano, que o governo chinês mantém os seus esforços para implementar várias medidas na agenda das reformas, particularmente aquelas que dizem respeito ao aperfeiçoamento da estrutura da economia chinesa. Enquanto a procura interna se mantém controlada, o mercado da habitação continua muito lento e o excesso de produção permanece em alguns sectores, é pouco provável que a China venha a alcançar o seu objectivo de crescimento de 7.5%. A Coface espera que o crescimento do PIB chinês possa alcançar 7.4% em 2014, face ao maior apoio político observado.

Ler Mais
2014/26/09
Risco País e Estudos Económicos

As companhias aéreas europeias estão entre as menos lucrativas do mundo: qual o melhor cenário de adaptação?

Numa altura em que parece vital atrair o potencial de crescimento da Ásia, as companhias aéreas Europeias estão trôpegas devido à concorrência agressiva das operadoras low cost e das companhias áereas do Golfo. Actualmente, estão entre as menos rentáveis do mundo. Face a estes constrangimentos, que mudanças são concebíveis?

Ler Mais
2014/23/09
Risco País e Estudos Económicos

Análise trimestral da Coface sobre o risco sectorial: 14 sectores em três grandes regiões do Mundo

Os primeiros sinais de melhora nos sectores de risco da Europa.
Europa Ocidental: as indústrias metalúrgica e automóvel deixaram de estar na categoria de “risco muito elevado”

Ler Mais
2014/22/09
Risco País e Estudos Económicos

Insolvência de empresas no Brasil: o que esperar num futuro próximo?

A actividade no Brasil continua bastante débil, a inflação acima das taxas de referência está entre as mais elevadas do mundo. Vários dados demonstram que os índices de confiança no Brasil permanecem baixos, ao mesmo tempo que os rácios de investimento continuam a deteriorar-se.

Ler Mais
2014/16/09
Produtos e Serviços

Lançamento da aplicação CofaMove: a CofaNet em movimento

A Coface oferece agora aos seus clientes uma aplicação para smartphones que permite o acesso às principais funcionalidades da Cofanet, a plataforma online de gestão dos contratos de seguro de crédito. a aplicação está disponível para desgarregar na Apple App Store e na Google Play Store.

Ler Mais
2014/09/09
Risco País e Estudos Económicos

A Roménia na linha da frente do crescimento económico em 2013 – mas conseguirá manter o ritmo depois da contração em 2014?

O desempenho da economia Romena fez com que se tornasse num dos líderes na recuperação da Europa. O seu crescimento excedeu as expectativas, com o PIB a aumentar 3.5% em 2013. Contribuições significantes chegaram dos sectores agrícola e industrial, em particular da produção automóvel para fornecer principalmente clientes estrangeiros. Apesar da Roménia não conseguir manter este ritmo de crescimento, o panorama permanece positivo.

Ler Mais
2014/05/08
Institucionais

Resultados do primeiro semestre de 2014: Crescimento e rentabilidade alinhados com as directrizes do Grupo

Crescimento do volume de negócios de +1.8% numa base comparável e aumento da taxa de retenção de clientes para 92.3% e da produção de novos contratos para +14%

Ler Mais
2014/28/07
Institucionais

A Sérvia torna-se o 98º mercado de seguro de crédito da Coface

A Coface, uma seguradora de crédito líder mundial, está a enriquecer a sua oferta na Sérvia através de uma parceria local com a Axa. De agora em diante, para além dos serviços de recuperação de crédito e informação comercial, as empresas Sérvias podem beneficiar da longa experiência da Coface em seguro de crédito e da sua presença internacional. Desde o dia 01 de Julho, as empresas Sérvias têm conseguido aceder ao profundo conhecimento e à experiência da Coface na prevenção e protecção dos riscos de crédito relacionados com as suas transacções comerciais, bem como, às abrangentes análises macro e micro-económica realizadas pelo grupo.

Ler Mais
2014/15/07
Risco País e Estudos Económicos

Brasil: Reduzida a avaliação para A4 - a economia caminha para um ano de ajustes em 2015.

Os analistas da Coface prevêem uma considerável desaceleração do PIB em 2014 (de 2.5% em 2013 para 1.3% em 2014), devido ao lento progresso do consumo doméstico, às perdas de investimento e a uma balança comercial frágil. A Coface considera 2015 como um ponto de viragem, para impulsionar o PIB a médio prazo.

Ler Mais
2014/07/07
Risco País e Estudos Económicos

A economia Turca – o que esperar em 2014

Em 2013, a economia turca registou um forte crescimento de 4% graças ao dinamismo na procura interna. As despesas de consumo e investimento, contribuíram em 3.7 pontos e 1.1 pontos, respectivamente, para o crescimento anual do país. As exportações líquidas, contudo, afastaram-se da taxa de crescimento em 2.3 pontos, enquanto a procura interna impulsionou as importações.

Ler Mais
2014/24/06
Risco País e Estudos Económicos

A Coface observa uma melhoria dos riscos na Europa Ocidental e nas “novas” economias emergentes.

Atualização das Avaliações sobre Risco País: A Avaliação de Risco de Espanha foi colocada sob vigilância positiva.

O primeiro trimestre de 2014 confirmou a aceleração do crescimento global: segundo as previsões da Coface, após um crescimento de 2,6% em 2013, em 2014 o crescimento deveria estar próximo de 3% e, em 2015, de 3,3%. A Zona Euro (com um crescimento previsto de 1,1% em 2014) está a recuperar lentamente de uma séria recessão. Os Estados Unidos estão a registar um crescimento dinâmico e equilibrado (previsão de 2,7% em 2014), apesar das más condições meteorológicas em Janeiro passado. Por esse motivo, o crescimento parece estar a equilibrar-se: as economias avançadas contribuíram com cerca de um terço para este crescimento (em comparação com apenas um quarto em 2013) e os países emergentes com dois terços.

Ler Mais
2014/17/06
Risco País e Estudos Económicos

Estabilização dos atrasos de pagamento das empresas na região da Ásia Pacífico

De acordo com o último estudo da Coface sobre o risco de gestão de crédito na região da Ásia Pacífico, a experiência de pagamentos das empresas na região estabilizou em 2013, à excepção de empresas na Austrália e na China que verificaram um maior número de incumprimento de pagamentos. Em 2014, o abrandamento do crescimento na China, ainda é uma preocupação para as empresas noutras economias da região.

Ler Mais
2014/27/05
Risco País e Estudos Económicos

A Coface prevê em 2014 uma queda de 13% nas insolvências das PME em Espanha e a estabilização em França

Com perfis comparáveis em termos de actividade empreendedora, Espanha e França estão a seguir uma preocupante tendência em termos de insolvências de empresas. Contudo, as PME’s em ambos os países evoluíram de forma distinta desde a crise de 2008-2009, e as previsões de insolvência para 2014 reforçam ainda mais esta divergência.

Ler Mais
2014/06/05
Risco País e Estudos Económicos

Novo paradigma para a indústria electrónica na Ásia: dinamismo evidente, riscos aumentados

Tendo ultrapassado a fase de Rede de Produção Global para Rede de Inovação Global (que inclui o desenvolvimento de produtos e actividades de pesquisa para além das fronteiras geográficas), a indústria electrónica, deverá agora experienciar um crescimento anual de mais de 3% até 2017.

Ler Mais
2014/30/04
Risco País e Estudos Económicos

Inquérito trimestral de risco de crédito da Coface: 14 sectores em três grandes regiões do mundo

O risco sector está a estabilizar na América do Norte e na Europa mas a torna-se fonte de preocupação na Ásia emergente.
Embora a recessão aparente estar a chegar ao fim na Europa Ocidental, ainda não apresentou uma melhoria significativa no sector de risco. No primeiro trimestre de 2014, o nível de risco de crédito permanece particularmente elevado nos sectores do metal, automóvel e construção.

Ler Mais
2014/03/04
Risco País e Estudos Económicos

A Coface identifica os 10 países emergentes que seguem de perto os BRICS

Após 10 anos de crescimento os BRICS estão a abrandar significativamente: em 2014, a Coface prevê um crescimento desses países abaixo da média registada na década anterior. Ao mesmo tempo, outros países emergentes estão a acelerar o seu desenvolvimento. Entre eles, o 'top 10' surge com boas perspectivas de produção e financiamento.

Ler Mais
2014/01/04
Risco País e Estudos Económicos

A Coface actualiza avaliações de risco país e de ambiente de negócios

Os Estados Unidos tem um dos melhores riscos, enquanto as grandes economias emergentes estão a lutar

Ler Mais
2014/13/03
Risco País e Estudos Económicos

Estudo Coface – gestão do risco de crédito das empresas na China

A China assiste ao mais elevado nível de atraso de pagamentos nas empresas desde 2010.

Ler Mais
2014/12/02
Institucionais

A Coface, a principal seguradora de crédito na América Latina, lança uma oferta directa na Colômbia

Actualmente o Grupo opera directamente em 9 países da região

Ler Mais
2014/06/02
Risco País e Estudos Económicos

China em 2014: crescimento estável com riscos de financiamento e de excesso de capacidade

2014 é um ano de tensões para a economia chinesa, enfrentando tendências divergentes nos ambientes macro e microeconómicos. Foco de atenção em 2014: aumento dos custos de financiamento

Ler Mais
2014/24/01
Risco País e Estudos Económicos

Conferência Risco País 2014

Em 2014, tendência favorável de risco nas economias avançadas embora persistam tensões nos principais países emergentes.

Ler Mais
2014/14/01
Risco País e Estudos Económicos

A Coface observa mudanças positivas na América do Norte e Ásia. Os riscos estabilizam na Europa.

Os riscos foram classificados como "moderados" no sector de retalho e sector automóvel na América do Norte e no sector de serviços nos países emergentes da Ásia.

Ler Mais
2013/10/12
Institucionais

A Coface lança em Portugal o seu novo sítio institucional

Acompanhando o lançamento da sua nova identidade visual, a Coface anuncia a implementação de um novo sítio web em Portugal.

Ler Mais
2013/14/11
Risco País e Estudos Económicos

Top 500 Empresas da Europa Central e Oriental da Coface

Top das maiores empresas com registo de aumento do volume de negócios, mas um declínio acentuado nos lucros.

Ler Mais
2013/17/10
Risco País e Estudos Económicos

Ásia Emergente: A Coface alerta para os riscos crescentes relacionados com o endividamento das famílias.

O crescimento do consumo nos países emergentes da Ásia reflecte o desenvolvimento económico da região, mas também está relacionado com a facilidade de acesso ao crédito bancário. Por isso, a dívida excessiva das famílias em alguns países poderá, adversamente afectar a actividade económica a médio prazo.

Ler Mais
2013/15/10
Risco País e Estudos Económicos

A Coface optimista com os riscos de negócios nos Estados Unidos mas preocupada com os riscos dos países emergentes.

Nos Estados Unidos o crescimento e a confiança dos empresários estão a regressar. As economias avançadas estão a melhorar e a Zona Euro está a registar um crescimento modesto, mas positivo.
As preocupações provêem dos países emergentes, os quais estão a enfrentar um declínio estrutural no crescimento. Por esta razão, a Coface reviu as avaliações de risco país para os Estados Unidos, o Brasil e a Tailândia.

Ler Mais
2013/01/10
Risco País e Estudos Económicos

Panorama Trimestral de Sectores Coface

Panorama Trimestral de Sectores Coface: A Coface reviu em baixa as avaliações de risco de crédito em três sectores de actividade: químico, farmacêutico e automóvel

Ler Mais
2013/18/07
Risco País e Estudos Económicos

Dificuldades Económicas do Brasil: haverá hipótese de retoma?

O modelo de país emergente, Brasil, passou no teste da grande crise de 2009 com distinção. Quatro anos depois, os protestos sociais começaram a destacar o fracasso do seu modelo de crescimento. Embora a desigualdade esteja em declínio, continua a ser significativa.

Ler Mais
2013/02/07
Risco País e Estudos Económicos

Itália: o comportamento de pagamento das empresas está a deteriorar

Em Itália o comportamento de pagamento das empresas está a deteriorar-se face à violência da recessão, à forte presença de PME frágeis e aos atrasos generalizados nos pagamentos da administração pública.

Ler Mais
2013/28/06
Risco País e Estudos Económicos

Revisão das Avaliações Risco País da Coface

Um prenúncio de esperança para alguns dos países desenvolvidos: Japão, Islândia, Irlanda. Aumento dos riscos sociopolíticos na África do Sul e na Tunísia.

Ler Mais
2013/18/06
Risco País e Estudos Económicos

A vulnerabilidade das empresas francesas continua a ser preocupante

As insolvências das empresas francesas continuam a ser elevadas, muito próximo do nível máximo observado em 2009.

Ler Mais
2013/29/05
Risco País e Estudos Económicos

Os atrasos nos pagamentos entre empresas na região da Ásia - Pacífico agravaram-se em 2012

Um estudo sobre a gestão de riscos de crédito empresarial na região da Ásia- Pacífico revelou que a experiência de pagamento das empresas na região agravou-se.

Ler Mais
2013/23/04
Risco País e Estudos Económicos

A discrepância entre a Europa e o resto do mundo, está a aumentar, no que diz respeito ao risco de sector

Risco de crédito ainda elevado na Europa, mas a perspectiva é favorável nos países emergentes da Ásia e na América do Norte

Ler Mais
2013/25/03
Risco País e Estudos Económicos

Os Riscos estão de regresso aos países emergentes

Instabilidade política, aumento de proteccionismo e bolhas de crédito: os riscos nos países emergentes não desapareceram, alteraram o seu paradigma.

Ler Mais
2013/01/03
Institucionais

Em 2012 a Coface melhorou os seus resultados apesar da crise

Em 2012, a Coface alcançou bons resultados: conseguimos aliar rentabilidade e crescimento no difícil contexto de uma Europa ainda em crise.

Ler Mais
2013/13/02
Institucionais

A Coface terminou o processo de fusão das suas 21 filiais Europeias de seguro de crédito numa única empresa

A Coface simplificou e racionalizou a estrutura Europeia da sua actividade de seguro de crédito.

Ler Mais
2013/22/01
Institucionais, Risco País e Estudos Económicos

A crise na Europa está longe de terminar para as empresas

A Coface estabeleceu um cenário cauteloso para a economia global em 2013

Ler Mais
2013/21/01
Institucionais

Uma nova identidade e um novo slogan para a Coface

Uma nova identidade, símbolo de um forte compromisso para com os clientes.

Ler Mais
Início