Notícias e Publicações

Novidades

2016/30/12
Publicações Institucionais

Todas as Publicações Coface

2016/28/12
Publicações Económicas

TURQUIA: O FIM DO PERÍODO TÚLIPA?

A economia na Turquia registou diversos choques ao longo dos anos 2015 e 2016. Intensificados pelas incertezas políticas, pelas tensões regionais, pelo processo de aumento das taxas dos EUA, pelo agravamento da avaliação de crédito e pelas questões de segurança interna, que resultaram na diminuição das receitas de turismo, no abrandamento da procura dos consumidores, na pouca apetência dos investidores (estrangeiros e nacionais) e no enfraquecimento da moeda local. Estes factores contribuiram para um abrandamento das entradas de capital na Turquia – das quais a actividade económica do país é fortemente dependente.

Ler Mais
2016/10/11
Publicações Económicas

ABENOMICS: IMPACTO SILENCIOSO NAS EXPORTAÇÕES E NO IENE, PORQUÊ?

Desde o lançamento do programa Abenomics no início de 2013, o foco esteve na sua primeira medida, ou seja, no estímulo monetário agressivo realizado pelo Banco do Japão a partir de Abril de 2013. Os mercados sempre apelaram – e na generalidade são receptivos – a políticas monetárias mais expansionistas, mas têm existido demasiadas questões sobre o impacto desta primeira medida. Nesta análise, procuramos fornecer algumas informações com base em duas questões chave.

Ler Mais
2016/07/11
Publicações Económicas

ECONOMIA NO MÉXICO: AVIZINHAM-SE TEMPOS DIFÍCEIS

A economia do México tem vindo a aumentar em relação à média registada nos países da América Latina desde 2012. Enquanto que a região contraiu cerca de 0,5% em 2015, o México, a segunda maior economia, cresceu cerca de 2,5%. Olhando para o futuro, contudo, as perspectivas parecem ser menos optimista. A Coface prevê que o PIB do país cresça cerca de 1,6% em 2016 e 1,5% em 2017.

Ler Mais
2016/03/11
Publicações Económicas

ECONOMIAS EUROPEIAS: IRÁ O RISCO POLÍTICO ARRUINAR A FESTA EM 2017?

Após medir o risco politico em 14 países da Europa Ocidental e tendo em consideração indicadores de risco específicos da região (o aumento do eurocepticismo, os sentimentos de anti-imigração e uma fragmentação da cena política), construimos um modelo econométrico com o objectivo de medir o impacto desse aumento das incertezas políticas no crescimento do PIB de cinco países: Alemanha, Reino Unido, França, Itália e Espanha.

Ler Mais
2016/25/10
Publicações Económicas

Infografia: É o risco político uma nova ameaça para a economia global?

Infografia: É o risco político uma nova ameaça para a economia global?

Ler Mais
2016/21/10
Publicações Económicas

BARÓMETRO DE RISCO PAÍS TERCEIRO TRIMESTRE 2016

Avaliação de Risco País: novas reavaliações impulsionadas pelo choque Brexit e pela queda das receitas do petróleo.

Para além do Brexit, uma série de incertezas continuam a pesar na economia global. O fraco comércio global está novamente no centro da discussão, e não é expectável para breve uma recuperação vigorosa.

Ler Mais
2016/12/10
Publicações Económicas

Panorama França: uma pausa no crescimento económico

Apesar destas incertezas, a Coface prevê um crescimento de 1,6% em 2016 para França (seguido de 1,3% em 2017). Isto deverá ser suficiente para diminuir a taxa de insolvência das empresas cerca de 3,4% este ano, com a Ilha de França, o centro e a Córsega a serem as regiões que menos irão beneficiar destas melhorias.

Ler Mais
2016/03/10
Publicações Económicas

MARROCOS: A ECONOMIA ESTÁ A ABRANDAR; OS PRAZOS DE PAGAMENTO ESTÃO A FICAR MAIS DILATADOS

Na sequência do estudo sobre o comportamento de pagamento das empresas Marroquinas, publicado em Maio de 2015, a Coface apresenta os resultados da segunda edição desse estudo. Com base nos mesmos pressupostos que o inquérito de 2015, procura analisar as alterações de comportamento de pagamento das empresas Marroquinas e a sua percepção sobre a situação económica do país

Ler Mais
2016/30/09
Publicações Económicas

América Latina: porque têm as exportações do sector industrial resultados fracos?

Até 2014 as exportações da América Latina foram impulsionadas pela grande apetência da China por matérias-primas e pelo aumento dos seus preços internacionais. Os recursos naturais abundantes na região geraram ganhos económicos significativos durante este período de prosperidade e a América latina tornou-se no principal fornecedor de produtos básicos, particularmente para a China.

Ler Mais
2016/21/09
Publicações Económicas

Estudo sobre as Insolvências na Polónia: As insolvências diminuem num momento de crescimento económico

As empresas na Polónia continuam a beneficiar do ambiente macroeconómico positivo, com uma forte procura interna e externa. Os processos de insolvência e as reestruturações diminuiram cerca de 14%. A Coface prevê novas melhorias no futuro, com o número de processos a diminuir em 2016 e 2017.

Ler Mais
2016/12/09
Publicações Económicas

RANKING DAS 500 MAIORES EMPRESAS NA EUROPA CENTRAL E DE LESTE – ESTUDO COFACE EDIÇÃO 2016

O ano 2015 trouxe boas condições económicas para a Europa Central e de Leste. A média de crescimento do PIB para a região foi de 3,3% em 2015, após os 2,6% registados em 2014. As economias beneficiaram de uma ressurreição da procura interna. Isto inclui tanto o crescimento do consumo privado, suportado pelo declínio da taxa de desemprego e pelo aumento de ordenados, bem como, o aumento dos investimentos na maioria das economias.

Ler Mais
2016/29/08
Publicações Económicas

ESTUDO SOBRE O COMPORTAMENTO DE PAGAMENTO DAS EMPRESAS NA ALEMANHA EM 2016: ATÉ AGORA TUDO BEM, MAS O DIABO ESCONDE-SE NOS DETALHES

Este é o primeiro estudo da Coface sobre o comportamento de pagamento das empresas na Alemanha. Este estudo surge após a apresentação de diversas análises sobre o tema, focalizadas na China, nos países da Ásia Pacífico e Marrocos. O estudo sobre a Alemanha demonstra que, apesar da sólida situação financeira do país, quase 84% das empresas são afectadas por atrasos de pagamento.

Ler Mais
2016/17/08
Publicações Económicas

CHINA, UMA ECONOMIA A DUAS VELOCIDADES: OS VENCEDORES E OS VENCIDOS POR SECTOR

A economia na China cresceu cerca de 6.9% em 2015, a expansão mais elnta em 25 anos. O crescimento deverá continuar lento em 2016 e 2017 e não irá, provavelmente, alcançar a estimativa anual do governo de 6.5% - tal como estabelecido no plano para 2016-2020. As actuais reformas estruturais na China centraram o seu foco nos serviços e no consumo, evidenciando ainda mais as duas velocidades da economia do país. A divisão entre os sectores vencedores e vencidos está relacionada com o seu potencial de crescimento no médio ou longo prazo, as políticas governamentais de relevância e a procura estrutural.

Ler Mais
2016/28/07
Publicações Económicas

Barómetro Risco Sectorial no Mundo - Julho 2016

A cada Trimestre a Coface actualiza a perspectiva de risco para 12 sectores de actividade em 6 regiões. Pela primeira vez, estas avaliações regionais são acompanhadas por avaliações de sector detalhadas para 17 países (ver anexo página 6): EUA, Japão, Alemanha, França, Reino Unido, Itália, Espanha, China, Índia, Brasil, México, Polónia, Rússia, Turquia, Arábia Saudita, EAU e África do Sul.

Ler Mais
2016/26/07
Publicações Económicas

BARÓMETRO RISCO PAÍS 1º SEMESTRE 2016 – CHINA E ESTADOS UNIDOS, DOIS GIGANTES COM PÉS DE BARRO

A ECONOMIA GLOBAL CONTINUA PRESA A UMA ARMADILHA DE CRESCIMENTO LENTO AO “ESTILO JAPONÊS”, APESAR DAS POLÍTICAS MONETÁRIAS MAIS EXPANSIONISTAS

Ler Mais
2016/21/07
Publicações Económicas

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS: UMA NOVA ERA DE CRESCIMENTO LENTO

A economia dos Emirados Árabes Unidos (EAU) é a mais diversificada na região do Golfo. Esta diversificação tornou-se especialmente importante desde meados de 2014, com a queda dos preços do petróleo. Apenas 30% do PIB e perto de 20% das exportações provêem das receitas de hidrocarboneto em 2015.

Ler Mais
2016/14/07
Publicações Económicas

INSOLVÊNCIAS NA EUROPA CENTRAL E ORIENTAL

As empresas na Europa Central e Oriental, reportaram taxas de crescimento sólido, assim como, um maior crescimento estruturado no ano passado. Graças à estável situação dos mercados de trabalho, as taxas de desemprego desceram e atingiram, em muitos casos, níveis historicamente baixos. Esta situação juntamente com o aumento dos salários e uma inflação baixa, tornaram o consumo privado o principal impulsionador do crescimento.

Ler Mais
2016/29/06
Publicações Económicas

Insolvências no Norte da Europa: tendências positivas na Holanda, Suécia e Alemanha

A melhoria da situação macroeconómica na Europa teve efeitos favoráveis nas empresas da maioria dos países Europeus e conduziram a um cenário de menor número de insolvências em 2015 em quatro países do Norte da Europa, nos quais a Coface se focou nesta nova edição da revista Panorama: os Países Baixos (-20,7%), a Suécia (-11%), a Alemanha (-4%) e a Dinamarca (-0,5%).

Ler Mais
2016/03/06
Publicações Institucionais

Relatório de Actividade 2015

Independentemente da dimensão, nacionalidade ou sector de actividade, informamos os nossos clientes sobre questões actuais de mercado, para apoiá-los e orientá-los no controlo dos seus riscos financeiros.

Ler Mais
2016/03/06
Publicações Económicas

Insolvências em França: finalmente no caminho da recuperação económica?

A taxa de insolvência das empresas está a regressar aos valores normais. De acordo com o modelo de previsão da Coface, o número de insolvências irá diminuir 3.2% em 2016. No final de Abril de 2016, comparativamente com o ano anterior, registou um total de 58.846 (-4.3%), para um custo de quase 3.35 biliões EUR (‑8.6%) e o número de empregos ameaçou baixar para os 2.4%.

Ler Mais
Início
  • Portugese