Notícias e Publicações
2016/12/09
Publicações Económicas

RANKING DAS 500 MAIORES EMPRESAS NA EUROPA CENTRAL E DE LESTE – ESTUDO COFACE EDIÇÃO 2016

RANKING DAS 500 MAIORES EMPRESAS NA EUROPA CENTRAL E DE LESTE – ESTUDO COFACE EDIÇÃO 2016

 

O ano 2015 trouxe boas condições económicas para a Europa Central e de Leste. A média de crescimento do PIB para a região foi de 3,3% em 2015, após os 2,6% registados em 2014. As economias beneficiaram de uma ressurreição da procura interna. Isto inclui tanto o crescimento do consumo privado, suportado pelo declínio da taxa de desemprego e pelo aumento de ordenados, bem como, o aumento dos investimentos na maioria das economias.

 

Um apoio importante proveio dos fundos da União Europeia, cujos países da Europa Central e de Leste foram eficientes utilizadores no último ano de vigência do anterior orçamento da UE. Simultaneamente, os países da Europa Central e de Leste permanecem exportadores activos, focados na zona Euro, a usufruir de um crescimento do PIB de 1,6% e à procura de novos mercados.

 

O Ranking das Maiores empresas da Europa Central e de Leste apresenta as 500 maiores empresas da região por volume de negócios. Estes protagonistas de excelência aumentaram o seu volume de negócios cerca de 4,2% para quase 593 mil milhões de Euros e ampliaram os seus funcionários em 0,5%. Em termos gerais, 4,3% da totalidade da força de trabalho nesta região é empregada por empresas que integram o ranking das 500 maiores empresas da Europa Central e de Leste, o que tem um efeito positivo nas taxas de desemprego. A contínua tendência de crescimento foi também registada na maioria dos sectores destas 500 maiores empresas. Doze em trinta sectores aumentaram o seu volume de negócios em comparação com o ano anterior. Foram verificados fortes aumentos nos sectores têxtil, couro e vestuário de cerca de +14,8% e nos sectores dos transportes e indústria automóvel +10,3%. Os únicos sectores a assistirem a um decréscimo no seu volume de negócios foram os sectores da indústria mineira, o químico, o petrolífero, o plástico e o farmacêutico com -8,3%.

 

As condições de negócio favoráveis vão prolongar-se em 2016. A previsão para a região da Europa Central e de Leste em 2016 situa-se quase ao mesmo nível que 2015, com uma média estimada de crescimento de 3%. As adicionais melhorias no mercado de trabalho e a confiança crescente vão fortalecer o consumo das famílias tornando-se no principal motor de crescimento das economias da Europa Central e de Leste. A contribuição dos investimentos não será mais elevada do que no ano anterior devido ao atraso nos novos projectos de financiamento da UE, o que enfraquece a expansão do sector da construção e de várias outras indústrias associadas. Os países da Europa Central e de Leste vão continuar exportadores activos, contudo, um abrandamento no comércio global pode dificultar as suas ambições.

 

 

CONSULTE a publicação:
CEE-Top-500-2016_medium
  • Editorial
  • Análise das 500 maiores empresas da Europa Central e de Leste
  • O Ranking - Top 500 da Europa Central e de Leste
  • Panorama Económico – inclui as 10 maiores empresas na Rússia e na Ucrânia
Transferir esta publicação : RANKING DAS 500 MAIORES EMPRESAS NA EUROPA CENTRAL E DE LESTE – ESTU... (2,60 MB)

Contacto


Para mais informações:

Cláudia MOUSINHO
Tel. (+351) 211 545 408
Mail claudia.mousinho@coface.com 

Início
  • Portugese