Notícias e Publicações
2016/29/06
Publicações Económicas

Insolvências no Norte da Europa: tendências positivas na Holanda, Suécia e Alemanha

Insolvências no Norte da Europa: tendências positivas na Holanda, Suécia e Alemanha
  • A Coface prevê poucas insolvências em 2016: Holanda -11.1%, Suécia -8.0% e Alemanha -2.5%
  • No entanto, este decréscimo sera mais lento que em 2015, devido a uma ligeira descida no crescimento do PIB
  • Dinamarca: é expectável que as insolvências aumentem exponencialmente mais de 60%
  • Alemanha: os registos de insolvências, que têm vindo a decrescer sucessivamente desde 2010, são agora 30% mais baixos que em 2009

 

 

quatro países, dois cenários em 2016

 

A melhoria da situação macroeconómica na Europa teve efeitos favoráveis nas empresas da maioria dos países Europeus e conduziram a um cenário de menor número de insolvências em 2015 em quatro países do Norte da Europa, nos quais a Coface se focou nesta nova edição da revista Panorama: os Países Baixos (-20,7%), a Suécia (-11%), a Alemanha (-4%) e a Dinamarca (-0,5%). Esta tendência positva é registada na maioria dos sectores destes países – com excepção para a Dinamarca onde os desenvolvimentos são mais dispares. Em todos estes países, as insolvências eram frequentes nos sectores do Comércio, Transporte, Turístico e Construtor – quer em termos de percentagem total de insolvências, quer na sua actividade económica. Em contraste, as insolvências no sector industrial foram menos frequentes.

 

Na sequência de uma média de crescimento mais fraca do PIB para estas quatro economias ao longo deste ano, a tendência decrescente das insolvências deverá manter-se para três dos quatro países, mas a taxa de redução será mais baixa. As quedas mais acentuadas são esperadas na Holanda (-11,1%), na Suécia (-8,0%) e na Alemanha (-2,5%). A Dinamarca, contudo, apresenta um cenário contrastante. A Dinamarca já teve o pior desempenho de 2015, com um decréscimo de apenas -0,5%. Este ano, as insolvências na Dinamarca vão aumentar acentuadamente mais de 60%.

 

Para além destes quatro países analisados, as tendências positivas no número de insolvências também podem ser observadas noutros países da Europa, à medida que a situação macroeconómica melhora nos trimestres passados. As insolvências em França (-3,2%), Itália (-5%) e Espanha (-22%) também prevêm uma diminuição em 2016.

 

Consulte a publicação: 

 

 

 

  • Região do Norte da Europa: insolvências continuam a sua tendência decrescente em 2015
  • Alemanha: poucas insolvências em 2015
  • Países Baixos: Pressão nas insolvências
  • Suécia: Indústria e construção no topo
  • Dinamarca: Declínio nas insolvencies em 2015
  • Insolvências no Norte da Europa: um cenário misto
Transferir esta publicação : Insolvências no Norte da Europa: tendências positivas na Holanda, Su... (178,32 kB)

Contacto


Para mais informações:

Cláudia MOUSINHO
Tel. (+351) 211 545 408
Mail claudia.mousinho@coface.com 

Início
  • Portugese