Notícias e Publicações
2016/14/07
Publicações Económicas

INSOLVÊNCIAS NA EUROPA CENTRAL E ORIENTAL

INSOLVÊNCIAS NA EUROPA CENTRAL E ORIENTAL

As empresas na Europa Central e Oriental, reportaram taxas de crescimento sólido, assim como, um maior crescimento estruturado no ano passado. Graças à estável situação dos mercados de trabalho, as taxas de desemprego desceram e atingiram, em muitos casos, níveis historicamente baixos. Esta situação juntamente com o aumento dos salários e uma inflação baixa, tornaram o consumo privado o principal impulsionador do crescimento.

 

Os investimentos, outro importante componente da procura interna, cresceram – graças à melhoria das expectativas de negócio e, em particular, a aceleração da utilização dos fundos da EU (durante o último ano disponível do orçamento prévio da UE) para co-financiar projectos. Por último, mas não menos importante, as empresas da Europa Central e Oriental assistiram a um aumento da procura dos seus principais destinos de exportação, a Zona Euro. Apesar da recuperação na Zona Euro ser fraca, as elevadas exportações para a região estão a compensar o abrandamento económico na Rússia e a proibição oficial da exportação de mercadorias seleccionadas para a Rússia.

 

As condições macroeconómicas positivas conduziram, não surpreendentemente, a uma melhoria para os negócios na Europa Central e Oriental. O número de insolvências diminuiu no decorrer do último ano em 9 dos 13 países e o PIB, a média regional de insolvências foi de -14%. Obviamente, as insolvências das empresas teve diferentes taxas entre as economias da Europa Central e Oriental. Uma deterioração de dois dígitos foi registada na Ucrânia e na Lituânia, enquanto que a Roménia e a Hungria apresentaram melhorias significativas.

 

Algumas destas enormes variações escondem situações específicas de cada país que afectaram o seu desempenho no ano passado e que são explicadas neste relatório. Porém, para a maioria dos países, o número de insolvências ainda não regressou aos níveis pré-crise de 2008.

Na República Checa, as insolvências eram quase 4 vezes superiores que em 2008, na Polónia, 1.8 vezes superiores e na Eslovénia 2.2 vezes superiores. Ao mesmo tempo, a insolvência das empresas na Eslováquia e na Roménia estão ainda abaixo dos níveis pré crise. Na generalidade, contudo, as estatísticas de insolvências de 2015 constituem um quadro muito mais positivo para as empresas da Europa Central e Oriental. Esta tendência deve persistir, uma vez que as empresas continuam a beneficiar de um contexto económico favorável, especialmente, quando comparado à turbulência sentida por muitas economias emergentes.

 

A melhoria regional está confirmada pelas avaliações de risco país da Coface, que incluem diversas melhorias este ano. Em Janeiro, a avaliação da Hungria subiu para A4, enquanto que em Junho registaram-se melhorias na Letónia para A4, na Lituânia para A3, na Roménia para A4 e na Eslovénia para A3. A maioria dos países da Europa Central e Oriental deslocaram-se para níveis de risco mais aceitáveis.

 

Os negócios irão continuar a tirar vantagem das condições favoráveis deste ano, apesar das insolvências estarem a diminuir a um passo mais lento que no ano passado. A Coface prevê que as insolvências irão diminuir 5.3% em 2016.

 

A revista Panorama sobre as insolvências na Europa Central e Oriental examina a situação económica regional que as empresas enfrentaram ao longo do último ano. Destaca, por isso, determinadas economias no seio da união europeia, com um foco mais detalhado nas insolvências, incluindo os sectores com os melhores e os piores desempenhos, assim como, as maiores insolvências. A secção final analisa o ambiente de negócio que as empresas da Europa Central e Oriental enfrentaram em 2015, assim como as perspectivas da actividade em 2016.

 

 

 

Consulte a infografia:

 

 

2016-07-defaillances-AN

 

 

Transferir esta publicação : INSOLVÊNCIAS NA EUROPA CENTRAL E ORIENTAL (1,56 MB)

Contacto


Para mais informações:

Cláudia MOUSINHO
Tel. (+351) 211 545 408
Mail claudia.mousinho@coface.com 

Consulte também


Início
  • Portugese