Notícias e Publicações
2016/31/05
Publicações Económicas

Barómetro de risco sectorial - Abril 2016

Barómetro de risco sectorial - Abril 2016

Pela primeira vez a Coface actualiza a sua avaliação trimestral de risco sectorial global para 12 sectores, em 6 regiões, a nível global (face às 3 regiões anteriores). No actual contexto de desaceleração económica, o equilíbrio entre aumentos e descidas tem-se verificado tender mais para as descidas, com nove descidas verificadas face aos aumentos. As duas boas notícias provêm da europa Ocidental. Após a recuperação que se iniciou em 2013, as vendas de automóveis nesta regiãoestão a ganhar impulso. A Coface inclusive prevê investimentos neste sector em 2016, com a finalidade de satisfazer a procura proveniente da Europa. Além disso, o envelhecimento da população está sustentado pelo sector farmacêutico, cujas empresas já não enfrentam as medidas fiscais de austeridade da Europa. Este sector foi por isso considerado de risco médio.

 

Como consequência da recuperação dos países da Europa Ocidental, a Europa Central situa-se num nível de risco inferior ao de outras regiões, inclusive agora quando o sector químico se está a resentir da desaceleração da economia chinesa e a contracção da actividade na Rússia.

 

Na América do Norte o número de insolvências relacionadas com a extracção do petróleo está a aumentar. Com o preço do petróleo perto dos 40 dólares, os investimentos nesta área não são rentáveis. Por causa disto, o risco relacionado com o sector energético é muito elevado. Os riscos também estão a aumentar no sector automóvel, ainda que a procura se mantenha sólida nos Estados Unidos. Actualmente, os riscos do crédito ao consumo estão a aumentar consideravelmente. Nos países emergentes e na América Latina em particular, os sectores da energia e da metalúrgica estão a ser afectados negativamente pelos baixos preços das matérias primas.

 

O sector farmacêutico é um dos sectores menos afectados pela crise económica, está a sofrer devido aos drásticos cortes na despesa pública realizados em muitos países.

 

Esta visão geral dos riscos sectoriais é também uma oportunidade de levar a cabo uma análise mais detalhada dos sectores do retalho, automóvel, energia e TI.

 

Transferir esta publicação : Barómetro de risco sectorial - Abril 2016 (1,96 MB)

Contacto


Para mais informações:

Cláudia MOUSINHO
Tel. (+351) 211 545 408
Mail claudia.mousinho@coface.com 

Consulte também


Infografia

 

 

MiniInfogBarometreFR
Início
  • Portugese